Um dia eu acordei, e…

CYMERA_20160901_010058

-O que?
-É mãe! Isso mesmo! De hoje em diante não como mais carne!
-Hahahaha! Logo você, que pilota a churrasqueira? Quero só ver!

Continua…

Ei, Gente!
Tudo bem? (Me respondam heheheh)
Para abrir a categoria de Culinária do blog, acerca de muitas novidades e receitas que virão, vou falar sobre como mudei a minha alimentação e sobre meu estilo de vida vegetariana, antes e depois em 3 posts.

Vamos lá!!

Desde pequeno, minha mãe me dava carne, afinal é muito cultural de nós humanos, e hereditário, ou seja passado de geração para geração. Acredito que na época em que eu era pequeno, deveria ser quase que impossível encontrar alguem vegetariano na cidade em que eu nasci. Minha mãe, ainda afirma, que quando era pequena não gostava de carne. Porque agora…  Rs.
Já o meu pai, sempre foi apaixonado por carne, de todo tipo, todo jeito, conhece cortes(Tive até arrepios), maneiras e jeitos de preparar para cada tipo de paladar.

E vocês sempre gostaram de carne?

Eu dava bastante importância, quanto a presença de carne em meu prato de comida, afinal me ensinavam que os bichos eram mortos, para nos alimentar, que assim era o ciclo da vida na natureza…  Alguém já te disse isso?
COMIA, Carne de boi, vaca, porco, galinha, frango, peixe, cabrito…(tadinhos). E até tatu eu já comi…(Misericórdia!).
Me recordo, que eu vez minha mãe trouxe uma galinha caipira para SP e fez ela caramelizada… Gente!! Comi, quase inteira…
Fora uma vez que, me assistiram matar uma galinha, quando eu tinha uns 12 anos. De tanta dó eu quase não consegui, e alguém que não me recordo, finalizou. Alguém aqui já passou por isso?

E toda vida, gostei de animais, sejam eles cachorro, vaca, gato passarinho no entanto eu não tinha alguma percepção e/ou relacionava o que eu comia com os pobres e indefesos animais. Era bem desinformado quanto ao estilo de vida e/ou alimentação vegetariana. Como quase não ouvia falar do termo, por não haver pessoas que mantinham esse lifestyle em meu circulo social, eu completamente não tinha conhecimento sobre. Como grande maioria ainda hoje, acreditava que “quem é vegetariano, só come vegetais” rs. (Só que não! Logo mais, falarei sobre isso…)

Até que…
Quando eu comecei a fazer cursinho pré vestibular no Cursinho da Poli, entra na minha sala de aula, o meu professor de literatura. Começou a se apresentar… Disse seu nome: Roberto Juliano, e logo firmou ser vegano e não tolerar nenhum tipo de crueldade animal! Neste momento, fiquei impactado… Vegano? Crueldade animal? Como assim?

Voltei pra casa naquele dia instigado… Preciso saber mais sobre isso… Comecei a pesquisar até o momento que encontrei o famoso documentário… “A Carne é fraca” produzido pelo Instituto Nina Rosa, que fala dos impactos que o ato de comer carne representa para a saúde humana, para os animais e para o meio-ambiente. Já ouviram falar? Dai, fui assistir em plena madrugada… UM CHOQUE de realidade… Fiquei pasmo! Fiquei imaginando o mal que fiz a tanto animais neste momento… Deu nojo… Revolta… por tanta crueldade!

Foi dai que tomei o primeiro passo!

Acordei, e…

-MÃE VIREI VEGETARIANO! A PARTIR DE HOJE, NÃO COMO MAIS CARNE NENHUMA!
-O que?
-É mãe! Isso mesmo! De hoje em diante não como mais carne!
-Hahahaha! Logo você, que pilota a churrasqueira? Quero só ver!

Minhas irmãs deram risadas… Tendo eu ciência, que elas deveriam estar pensando da mesma forma que a minha mãe…

Pois bem, foi desde então que apertei o play para o começo de um novo estilo de vida… Algo, que eu nem tinha tanto conhecimento ainda, mas que me sentia na obrigação de fazer… Depois de descobri tudo aquilo, me informar sobre vários detalhes, seria muito insensível da minha parte prosseguir, como se nada tivesse acontecido… Não queria ser culpado, por mais crueldades com animais. Surgiu a vontade de ir muito além, de compreender o porque das coisas… E por mais que seja apenas eu, para muitos nada em uma estatística tão alta, acerca de um mercado líder de consumo e faturamento, pra mim já é o suficiente, diante daqueles que nada fazem.

Sou Vegetariano e existem 2 tipos. Você sabia?

-Ovolactovegetariano – Consomem alimentos derivados de ovos e leite.
-Lactovegetariano – Consomem apenas alimentos derivados de leite.
-Ovovegetariano – Consomem apenas alimentos derivados de ovo
***Lembrando que para todos os 3 tipos, não se consome carne algum.

large

Sou ainda, ovolactovegetariano digo isso por acreditar que posso evoluir para o Lactovegetarianismo ou Veganismo, em que não se consome nada de origem animal. Ou então, permanecer como ovalacto. Afinal, cada um sabe o que é melhor pra si e de seus limites e condições. Assim, não sou radical, contra a ninguém que come carne… Não fico tentando fazer as pessoas adotarem o vegetarianismo, apenas digo o que sei quando me perguntam, como a alimentação saudável esta em alta, muitos tem curiosidades de saber como funciona.

E dai, porque eu não como carne, não vou mais a lugar nenhum? Me escluo de todos os eventos? Engano o seu! hehehe
Não deixo de ir a festas, restaurantes por isso… Não perco amizades, por ficar discutindo… Estou sempre perto de tudo e todos… Vou até em churrascos! isso mesmo! Nos churrascos da vida, sempre tem comida, arroz, salada e etc. Além, de que posso levar algum prato veg, que na maioria das vezes as pessoas que ficam desconfiadas, gostam bastante.

No próximo post, falarei sobre:

-Os desafios, de ser vegetariano,
-Transição e o depois
-É caro ser vegetariano?
-Mudando a vida da familia.
-É só substituir a carne por soja?

Tudo isso e um pouco mais no próximo post!

Espero que tenham gostado desta primeira parte! Se tiver alguma dúvida, não exite em perguntar!

Querem sugerir temas ou algo, criticar construtivamente, falar sobre parcerias, anúncios, publicidades ?
Comentem ou me escreva através do e-mail: modedeviepordanielmendes@gmail.com